Ojeo de perdiz vermelha

A perdiz vermelha espanhola, Alectoris rufa, é um pássaro de grande fortaleza. De vôo espetacular, e muito apreciada pelos caçadores. A velocidade e a altura de vôo dependem do terreno e do vento. Um terreno quebrado favorece o vôo alto e veloz, convertendo cada ojeo num repto inesquecível. Casasola oferece um terreno excelente, quebrado e povoado de matorral.

 

Nesta especialidade a dificuldade de tiro depende em grande parte do tipo de terreno. O mais singelo é o terreno plano. Os grandes aficionados ao ojeo de perdiz preferem caçar em terreno agreste e quebrado. As perdizes se descuelgan desde o alto do morro ou dos barrancos, e fugindo dos batidores voam a altura muito desigual acima dos caçadores situados na saia da montanha ou em ribeiros. O vento afeta diretamente à velocidade de vôo. Os ojeos mais espetaculares têm lugar com vento cruzado. Até Casasola vão anualmente excelentes caçadores de todo mundo, atraídos pela alta qualidade de suas perdizes e as ótimas condições naturais da propiedade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em Casasola a temporada de caça começa em Setembro e termina em Março. Durante o verão se faz uma repovoação importante na propiedade, e as novas perdizes se misturam com as perdizes selvagens e suas crianças. Em outono já estão completamente adaptadas à vida selvagem e em condições perfeitas para o vôo.

 

Num ojeo é muito importante o ritmo e a variedade, em Casasola se pode caçar durante três dias sem repetir nenhum ojeo. Todos são diferentes e espetaculares, permitindo um swing de tiro muito variado, as perdizes altas é a tónica general da caçada.

Casasola

Finca